PEDIGREE BR
Pesquisa
Adestramento

Treinamento para cachorros: parte 1

Treinamento para cachorros: parte 1

Nunca é cedo ou tarde demais para começar a treinar o seu cachorro. O adestramento canino é feito a partir de repetições, recompensas e reforços. Em alguns casos, ele pode ser feito pelos próprios tutores e tutoras dentro de casa. 

Além de ensinar o cão a se comportar melhor, o treinamento é uma ótima opção para fortalecer os laços com o pet e prevenir a ansiedade e estresse. Ao estabelecer práticas e comandos, o cachorro passa a entender o que é certo e o que é errado, garantindo o bem-estar e conforto de todos em casa. :)

Gostou e quer saber mais? A seguir, nós listamos sete comandos e truques que você pode praticar na sua casa: 

1. Adestramento básico: repetir, recompensar e reforçar

Cachorro de pelo bege recebendo carinho na cabeça da mão do tutor com fundo desfocado.

Antes de ensinar qualquer truque ou comando, você precisa entender como funciona o adestramento básico que vale para todos os treinamentos: repetir, recompensar e reforçar.

Em primeiro lugar, a repetição faz com que o pet assimile os aprendizados com mais facilidade. Enquanto isso, a recompensa é a chave para manter o cão contente e motivado a continuar obedecendo. Por fim, o reforço é importante para que ele não esqueça o que foi ensinado.

Vale ressaltar que as recompensas podem vir de diversas formas, como petiscos, elogios e carinhos. Para manter seu cão obediente através delas, tenha em mente que:

1. A recompensa deve ser dada assim que o cão realizar o comando solicitado. Dessa forma, ele irá associar a recompensa à ação correta;
2. A recompensa com petiscos deve ser algo realmente tentador e não irá funcionar logo após uma refeição;
3. Os petiscos devem ser saudáveis e oferecidos apenas nas porções diárias recomendadas, de acordo com o tamanho e peso do seu pet. Não exagere nas quantidades;
4. Use as recompensas para mostrar ao seu cachorro que atender aos comandos é algo gratificante.

Para garantir que os petiscos oferecidos possuam os nutrientes necessários para a dieta do cão, conte com os petiscos PEDIGREE®. Nossas receitas são desenvolvidas de acordo com o Centro de Pesquisas WALTHAM, uma das maiores autoridades mundiais líderes em nutrição, cuidado e bem-estar animal, e contribuem para uma alimentação balanceada e saudável. Confira os produtos em nosso site e deixe os treinamentos mais saborosos com a marca número 1 do mercado!

2. Impedindo seu cão de fugir de casa

Cachorro de pelo preto e caramelo tendo a guia colocada pela tutora, fundo parede branca e gramado.

Para os cães, especialmente os filhotes, o mundo é um lugar emocionante e curioso. Às vezes, eles ficam tão ansiosos para explorar novos lugares que fogem por conta própria, correndo o risco de se perderem ou de se acidentarem.

O primeiro passo para impedir seu cachorro de fugir, é permitindo que ele explore o mundo durante os passeios. Assim, ele gasta energia e mata a curiosidade de saber o que existe fora de casa. Entretanto, para evitar que ele fuja quando você abrir o portão, siga o passo a passo abaixo:

  1. Abra o portão e vá para a rua;
  2. Seu pet provavelmente vai te seguir e, quando isso acontecer, proíba-o de sair e diga “não”. Você pode usar a guia para te ajudar a manter o cão dentro de casa;
  3. Repita o exercício até que ele pare de tentar escapar;
  4. Quando ele obedecer, recompense-o com um petisco, carinho ou elogio.

3. Ensinando o comando “venha”

Cachorro de pelo bege com a língua de fora, correndo na grama com fundo desfocado.

O comando ”venha” nem sempre é fácil de ensinar ao cão, mas é essencial para evitar estresse nos passeios. Para que o treinamento seja seguro e eficaz, comece praticando-o dentro de casa, com a guia na coleira e em um ambiente sem distrações. Feito isso, siga nossas dicas:

1. Segurando a guia em uma das mãos, ande para trás lentamente, afastando-se de seu cão;

2. Pare e diga o comando 'venha'. Lembre-se de manter um tom de voz firme e claro;

3. Se o cachorro for até você, recompense-o imediatamente. Se não, repita o processo até que ele obedeça.
4. Para variar o treinamento, você pode se agachar um pouco distante dele, abrir os braços e falar o comando “venha”.

Quando seu amigo estiver respondendo ao comando com excelência, continue o adestramento em um ambiente externo (de preferência cercado) e sem a coleira.

4. Impedindo que seu cachorro coma coisas do chão

Cachorro de pelo bege, cheirando chão de terra com fundo desfocado.

Os animais tendem a devorar quase tudo que encontram pela frente. Por isso, é importante treinar o cão para impedi-lo de comer coisas que podem provocar machucados ou intoxicações, como plantas venenosas e objetos afiados.

Para isso, mantenha seu cachorro sempre na coleira quando estiver passeando por locais que apresentem riscos. Tenha ao alcance alguns petiscos, para distraí-lo quando ele começar a colocar o focinho em algo potencialmente perigoso.

O truque aqui é fazer com que ele atenda ao seu comando e perceba que ganhar um elogio ou petisco é mais atraente do que mexer em algo que ele encontra no chão. Se tiver certeza de que seu cão escuta e atende às suas ordens, você será capaz de distraí-lo. 

5. Treinando o cão para sentar-se

Quatro cachorros sentados no chão, o primeiro de pelo bege e porte grande com coleira vermelha, o segundo de pelo preto e porte pequeno com coleira caramelo, o terceiro de pelo branco com marchas pretas nas orelhas de porte pequeno e o quarto de pelo marrom porte grande com coleira marrom, com floresta de fundo.

Ensinar o cão a sentar pode te ajudar a mantê-lo sob controle em quase todas as situações. Afinal, se ele conseguir permanecer sentado, não irá se comportar mal. Além disso, numa situação em que ele estiver inseguro ou ansioso, o comando vai acalmá-lo. 

Para isso, acompanhe o passo a passo:

1. Segure um petisco com firmeza, entre o polegar e o dedo indicador e dobre os demais dedos, fechando a mão;

2. Coloque o petisco bem perto do focinho do seu cachorro e espere até ter a atenção dele;

3. Levante lentamente o petisco sobre a cabeça de seu cão, e mantenha-o assim;

4. Quando levantar a cabeça para pegar o petisco, ele vai precisar dobrar as patas traseiras. Neste momento, diga 'senta' e não libere o petisco até que ele obedeça. 

5. Sempre que ele obedecer, recompense-o.

Isso irá fazer com que ele associe o movimento ao comando “senta”. Uma vez que ele tenha entendido corretamente o comando, você pode variar os ambientes, para garantir que ele irá te obedecer em todas as situações. :)

6. Educando o cachorro para não morder

Cachorro de pelo preto e bege, mordendo barra da calça do tutor na grama, fundo desfocado.

Logo que o cachorro chega em casa, tudo o que ele faz parece bonito e engraçado, mas o hábito de morder e a necessidade de colocar os dentes em tudo devem ser resolvidos rapidamente, para que não se tornem um problema.

A maioria dos filhotes são mordedores entusiastas. Se você não colocar limites, eles podem acabar ferindo alguém, mesmo que de brincadeira. Para ensiná-lo a não morder, conte com as seguintes orientações:


1. Quando o cachorro te morder, diga em voz alta 'ai!';

2. Em seguida, ignore-o por alguns minutos. Perder sua afeição temporariamente é toda a punição que ele precisa;

3. Em momento algum tente puni-lo de forma física ou verbal, isso só o deixará nervoso e com medo. Em vez disso, procure elogiá-lo quando estiver se comportando da forma correta.

7. Ensinando a dar a pata para cumprimentar

Cachorro de pelo bege com coleira vermelha dando a pata para o tutor, fundo desfocado.

Essa é uma ótima maneira de evitar que seu cão pule nas pessoas ao recebê-las em casa. Além disso, um pet que sabe cumprimentar as pessoas sempre será popular com os visitantes. <3

Veja como treinar o cão para dar a pata:

1. Com seu cão sentado, mantenha um petisco escondido em sua mão, para que ele possa apenas sentir o cheiro, sem vê-lo;

2. Coloque sua mão perto do focinho do cachorro, mas para um dos lados. Assim, ele deve virar a cabeça ligeiramente e tirar o peso da perna;

3. Deixe a mão que está vazia aberta e peça para o pet te dar a pata, indicando que ele deve levantá-la. Se em vez disso ele tentar abrir sua outra mão para pegar o petisco, recomece o exercício; 

4. Assim que ele tocar sua mão com a pata, diga algo como “oi, como vai?”. Depois, faça um elogio e entregue o petisco;

5. Repita o comando várias vezes, alternando de um lado para o outro, para que seu cachorro aprenda a usar as duas patas na saudação.

Gostou das dicas? Aqui no blog PEDIGREE® você encontra diversas novidades sobre o universo canino, desde dicas de saúde até treinamentos e alimentos para manter a qualidade de vida do seu melhor amigo. Confira!

Pedigree imagery
Compre Pedigree online