Primeiros dias do filhote em casa: 7 dicas de adaptação

Os primeiros dias de um cachorrinho longe de sua mãe e de seus irmãos costumam ser os mais difíceis, afinal, trata-se de uma grande mudança. Por isso, ao levá-lo para casa, você precisa oferecer o máximo de atenção e cuidados.  

Mostrar o espaço da casa, alimentá-lo e brincar são atividades essenciais para deixá-lo confortável no novo lar e construir uma relação forte de amizade entre vocês. Mas tem muito mais pela frente. A seguir, você confere 7 dicas de como cuidar de um filhote de cachorro assim que ele chegar na sua casa. Confira! 

 

1. Deixe que seu filhote se adapte aos poucos 

 Uma criança brinca com brinquedos coloridos, com um cachorro deitado ao seu lado, enquanto uma luz entra pelo fundo.
 
 
 Agora que o cãozinho já está em casa, chegou a hora dele desbravar o novo lar. Comece deixando seu cachorro cheirar tudo ao redor e explorar o ambiente em seu próprio ritmo. 

Para facilitar, recomendamos levar o filhote para casa durante o dia. Assim, você poderá passar mais tempo com ele no primeiro dia de adaptação e ficar de olho para alimentá-lo, distraí-lo e acalmá-lo se for necessário. 

 
Nas primeiras noites, ele provavelmente ficará inquieto, pois se sentirá sozinho, e você precisará ter paciência. Para que ele se adapte à nova rotina da melhor forma possível, é recomendado levar um objeto que esteve com ele no antigo lar para a casa nova, para que ele encontre algo familiar no ambiente desconhecido. 

O choro também pode ser recorrente nesse começo e é fundamental que você respeite o tempo dele. Lembre-se de manter a calma nesse momento, para tranquilizá-lo e mostrar que ele pode contar com você em todos os momentos. Quanto mais ele se sentir seguro ao seu lado, mais rápida será a adaptação. 

 

 
2. Crie um ambiente confortável para o descanso 
 
Se você tem crianças em casa, elas provavelmente irão querer brincar muito tempo com o filhote, deixando-o bem cansado e agitado. Por isso, é importante estabelecer uma regra para que elas nunca acordem o cachorrinho.  

Ao contrário de bebês, os cachorros filhotes sabem quando precisam dormir. Então quando ele estiver dormindo, não o perturbe. Para que ele possa desfrutar de um descanso tranquilo, invista também em um ambiente confortável e seguro, onde ele possa se refugiar sem incômodos. 

Para deixar o local o mais agradável possível, lembre-se de deixar tudo o que for necessário por perto, como comedouro, bebedouro, tapete higiênico, cama, cobertores e brinquedos. 

 

 

3. Garanta o entretenimento do pet 

Um cão pequeno mastiga um brinquedo de corda, enquanto uma mão o segura.

Por falar em brinquedos, temos algumas dicas de entretenimento: a principal é disponibilizar uma parte do dia para ficar com o pet e entrar na brincadeira com ele. Você pode apostar em brinquedos interativos ou criar atividades para ele se movimentar dentro de casa, como uma caça ao tesouro com grãos de ração. Vale tudo que a sua imaginação permitir! 

Os brinquedos também são importantes para quando o cãozinho precisar ficar sozinho. Uma vez que ele está entretido, a ansiedade e a sensação de abandono diminuem. Então, se ele se sentir bem e seguro, não vai precisar se distrair com objetos inapropriados ou bagunçar a casa. 

Vale destacar que, nos primeiros meses de vida, o cachorro está desenvolvendo a dentição e os brinquedos são grandes aliados para aliviar a dor e incentivar a mastigação. 

Mas tome cuidado: alguns objetos são muito pequenos ou se desfazem com facilidade, correndo o risco de serem ingeridos pelo filhote. Ao comprar um presente para seu amigo, opte por brinquedos maiores e resistentes. 

 

4. Alimente seu amiguinho da forma correta 

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como alimentar um filhote de cachorro, principalmente quando se é um tutor ou uma tutora de primeira viagem. Mas não se preocupe, você pode contar com a gente para te ajudar nessa tarefa! 

Assim como nas outras fases da vida, os cãezinhos precisam de uma alimentação balanceada e completa, para que eles possam se desenvolver com muita saúde e disposição.  

As rações para filhotes PEDIGREE® oferecem o balanço ideal de proteínas, minerais, vitaminas e nutrientes que seu amigo precisa para viver bem nos primeiros meses de vida. Tudo produzido com ingredientes naturais e muito amor. <3 

Para deixar as refeições ainda mais interessantes, varie entre a ração seca e a ração úmida. Você pode servi-las puras ou misturadas. Lembrando que cada uma tem benefícios exclusivos para a saúde animal: os grãos do alimento seco são importantes para manter a higiene bucal, reduzindo o aparecimento de placas e de tártaro. Enquanto isso, os sachês para cães oferecem uma maior quantidade de água (que ajuda na hidratação) e maior absorção dos nutrientes, por conta dos ingredientes frescos. 

Caso seu amigo não esteja acostumado com a ração PEDIGREE®, você precisa tomar alguns cuidados para que o organismo dele se adapte ao novo alimento sem problemas. Para isso, faça uma transição gradativa entre as comidas, adicionando um pouco mais do alimento novo a cada refeição. Esse processo costuma durar aproximadamente 10 dias e vale também para quando você for mudar de uma ração de filhotes para uma de cães adultos. 

 
5. Mantenha a atenção com os outros animais de estimação 

 Uma mulher, sentada em um sofá azul, alimenta dois cachorros. Um branco e outro marrom, ambos com lencinhos e pelos eriçados.
 
Se você já possui outros animais de estimação em casa, procure dar atenção a eles também, para que não fiquem com ciúmes ou se sintam abandonados. No começo, pode ser difícil, mas é importante tentar manter a rotina deles como de costume, com passeios e brincadeiras. 

Também é recomendado manter os pets separados do novo membro da família e introduzi-los aos poucos, para que a mudança não assuste nenhum dos lados. 

 
 
6. Comece o treinamento caseiro 
Os primeiros meses de vida de um cãozinho demandam bastante paciência. Afinal, seu amigo ainda está descobrindo como a vida funciona e não possui total controle de seus atos. Por isso, é importante educá-lo da maneira adequada, para evitar traumas ou deixá-lo assustado. 

Para ter um cachorro comportado, o mais correto a se fazer é ensinar as boas atitudes por meio do reforço positivo: quando ele obedecer ou se comportar, lembre-se de fazer um elogio e recompensá-lo. Assim, ele passará a entender o que é permitido em casa e continuará motivado para agir do jeito certo. 

Independente da situação, mantenha a firmeza e a calma, sem partir para xingamentos ou punições. Isso só vai piorar as coisas, deixando-o bravo, assustado ou agitado. 

 

7. Leve-o para o veterinário 

Um husky, de olhos azuis, é examinado por um enfermeiro com luvas azuis.

O bem-estar também está diretamente ligado à saúde canina. Por isso, as idas ao veterinário são essenciais desde os primeiros dias de vida. 

A partir das 6 semanas, seu cãozinho já estará apto a tomar as vacinas polivalentes (V8 ou V10), que protegem contra diversas doenças graves, como a leptospirose e a hepatite. Consulte um bom veterinário para saber mais sobre as datas das principais vacinas e aproveite para tirar todas as suas dúvidas sobre os cuidados com a saúde do seu amigo. 

Organize-se também para realizar check-ups frequentes e garantir que está tudo bem com a saúde do cachorro. Ao notar qualquer comportamento atípico, procure um médico especialista o mais rápido possível. 

 

________________ 

Agora que você já conhece os principais cuidados com filhotes, acesse o blog PEDIGREE® e confira mais dicas de saúde, comportamento e alimentação!