Prevenção à infestação: como conservar a ração

Você sabia que existe um jeito certo de guardar a ração do seu cãozinho? O armazenamento incorreto pode resultar em infestações de insetos e bactérias, além do aparecimento de roedores e da proliferação de mofo, bolor, ácaro e fungos, que prejudicam a saúde do animal e de todos da casa.

A falta de cuidados com a conservação também pode prejudicar características do alimento, como o sabor, textura, aroma e valor nutricional, que são essenciais para manter o interesse pela comida e a qualidade de vida do seu amigo.

Para garantir o bem-estar do seu cãozinho e prevenir infestações na casa, separamos quatro dicas de como guardar a ração do cachorro do jeito certo. Leia o artigo e saiba mais!

 

1. Compre apenas a quantidade necessária

Se armazenada de forma adequada, a ração pode ser consumida em até cinco semanas. Então, não adianta comprar uma quantidade de alimento maior do que a recomendada para seu cachorro consumir durante esse período.

Caso você não encontre uma embalagem do tamanho que precisa, opte pelas opções menores, mesmo que isso te faça ir às compras com mais frequência. Assim, você evita a perda de nutrientes e o desperdício de comida.

Vale ressaltar que, para confirmar a porção ideal de alimento, você deve conferir as recomendações na embalagem e consultar um bom veterinário.

 

2. Atente-se à compra

Uma mulher utiliza um notebook, com um cachorro no colo

Depois de descobrir a quantidade necessária de ração, chegou a hora de ir às compras. Apesar de parecer uma tarefa simples, essa etapa é super importante para prevenir infestações e garantir a conservação do alimento.

Se você prefere adquirir produtos em lojas físicas, verifique a data de validade e se a embalagem está totalmente lacrada antes de ir ao caixa: rasgos, por menores que sejam, podem contribuir para a infestação de bactérias, além de alterar o sabor, aroma, textura e valor nutricional da ração.

Para compras online, lembre-se de confirmar os pontos acima logo que a encomenda for entregue. Se encontrar alguma avaria, contate o estabelecimento e realize a troca do produto assim que possível.

 

3. Armazene as rações da maneira correta

Para garantir um ambiente seguro e livre de infestações, é essencial seguir alguns cuidados com o armazenamento do produto. Confira abaixo as principais recomendações para cada tipo de ração para cachorro:

 

Para ração seca:

  • Sempre que possível, mantenha a ração dentro da embalagem original, pois ela é fabricada com materiais que proporcionam uma melhor proteção e conservação dos grãos. Com o pacote sempre ao alcance, você também pode consultar diversas informações importantes, como as recomendações de porções diárias, prazo de validade, valores nutricionais, etc;
  • Vede bem o pacote: além da embalagem original, guarde a ração em um recipiente com boa vedação para evitar o contato com o oxigênio e a aparição de insetos e roedores. Você pode comprar um dispenser, fechos próprios para sacos ou potes herméticos;
  • Guarde o alimento em um local seco, fresco e limpo, longe do sol e de produtos químicos. Assim, você previne a contaminação por componentes tóxicos e a aparição de mofo, fungos, bolor, bactérias e ácaros.

 

Para ração úmida:

  • Assim como no caso anterior, os sachês ou latas de ração úmida, enquanto lacrados, devem ser armazenados em um ambiente arejado, seco e limpo, sem exposição ao sol ou a produtos químicos;
  • Caso o sachê ou lata dure mais de uma refeição, guarde o alimento dentro da embalagem original e de um recipiente bem vedado. Ele deve ser armazenado na geladeira por até 48 horas.

 

Além disso, é importante ressaltar que, em nenhuma das situações, você deve reutilizar a ração que estiver no comedouro, porque a saliva do animal pode estragar o que sobrou. Lembre-se também de guardar o alimento fora do alcance do cãozinho, para evitar que ele derrube a comida no chão.

 

4. Limpe os recipientes com frequência

Um homem lava um pote em uma cozinha com decoração branca e marrom.

A prevenção às infestações não termina nos cuidados com o armazenamento do produto. Lavar os comedouros, bebedouros e outros recipientes que têm contato com a ração também é de extrema importância para evitar o surgimento de insetos e a proliferação de bactérias.

Para comedouros e bebedouros, a limpeza deve ser feita todos os dias após as refeições. Os dispensers e porta-rações devem ser limpos antes do armazenamento do novo produto. Em todos os casos, use água e detergente neutro. Lembre-se de enxaguar bem os recipientes, para que não sobre resíduos químicos.

 

Principais dúvidas sobre o armazenamento

Além das dicas de limpeza e de conservação, você pode conferir algumas das dúvidas mais frequentes sobre o armazenamento do produto:

- Posso guardar a ração nova e a velha juntas?

Não. Caso você guarde o alimento em porta-rações ou dispensers, o ideal é terminar uma ração, lavar bem o recipiente e só depois armazenar o novo produto. Essa prática reduz as chances de contaminação caso alguma das rações esteja infectada.

- Por quanto tempo posso oferecer a mesma ração seca?

Como mencionamos, a ração, depois de aberta, pode ser consumida em até cinco semanas. Para garantir a validade máxima, siga todas as dicas de armazenamento e as orientações descritas na embalagem.

- Existe algum jeito de fazer a ração durar mais do que o tempo previsto na embalagem?

Não. Os cuidados de conservação servem para garantir a qualidade do alimento durante todo o período estipulado na embalagem. Após esse prazo, a ingestão da ração pode ocasionar problemas de saúde.

______________

Quer saber mais sobre como cuidar de um cachorro? Aqui no site PEDIGREE você encontra diversos artigos sobre alimentação, saúde, lazer e muito mais. Acompanhe as atualizações e fique por dentro do mundo canino!