POLÍTICA DE COOKIES

Usamos os cookies (proprietários e de terceiros) para ajudar você a navegar em nosso website e colher informações relacionadas ao uso do próprio website. Ao acessar nossas páginas, você concorda com o uso dos cookies. Para mais informações sobre cookies, ou se não concorda com isso, consulte nossa Política de Cookies.

Cuidando das patas do seu cachorro

Observando as patas do seu filhote

As patas de um cachorro passam por diversas situações em um dia comum: asfalto, concreto, grama, terra, cascalho e até possivelmente cacos de vidro. As almofadas das patas devem se tornar resistentes com o tempo, mas nos filhotes elas ainda são frágeis. Assim, no início, você vai precisar ajudar o seu cachorro cuidar de suas patas.


Verificando as patas após as caminhadas

Quando você estiver num ambiente externo, fique atento e observe se seu cachorro não está mancando ou lambendo as patas. Levantar a pata pode significar que seu cachorro quer brincar, mas também que há algum ferimento e ele quer que você veja.

Depois de um passeio, é importante inspecionar as patas do seu filhote e ver se não há objetos pontiagudos ou algum ferimento. Se você encontrar alguma coisa, você pode usar uma pinça para remover ou levá-lo ao veterinário, caso a pata pareça irritada ou infeccionada.


Higiene do pelo e cuidado com as unhas

Pelos longos nas patas podem esconder muita sujeira, por isso sempre certifique-se de que a pele entre os dedos e as unhas do seu cachorro estejam limpas. Se o seu cachorro não passar muito tempo sobre superfícies duras como calçadas e pisos de cimento, você provavelmente terá que cortar as unhas de vez em quando, pois poderá ser doloroso para eles se as unhas ficarem muito longas.

Aparar as unhas não é uma tarefa tão difícil, mas é importante que seu veterinário ou o profissional de banho e tosa o orientem sobre como fazer isso da maneira correta. Um pequeno erro pode machucar o seu cachorro e dificultar na hora de um novo corte.
 

Cuidados com as patas no inverno

Em locais onde há neve, o sal jogado nas vias e calçadas pode queimar as almofadas das patas do seu cachorro, e também a barriga e a boca e ele lamber o sal. Nestas situações é importante que você leve uma toalha para limpar o excesso e, quando chegar em casa, higienize-o bem. Caso haja ferimentos, ressecamento ou rachaduras nas patas, avalie com o veterinário o uso de pomadas cicatrizantes para aliviar e reconfortar o seu cachorro.

Nos dias de neve e muito vento, há um risco real de congelamento das patas, focinho e orelhas do seu cachorro. Vista-o com roupas bem quentes e ajustadas, próprias para estas situações. E, caso você opte por caminhadas mais longas na neve, coloque botas especificas para isso em seu cão.